Última hora

Última hora

Grupo Estado Islâmico confirma a morte de "Jihadi John"

Os 'jihadistas' do autoproclamado Estado Islâmico confirmaram, esta terça-feira, a morte de "Jihadi John", o britânico originário do Koweit que foi o rosto da barbárie das execuções de prisioneiros do

Em leitura:

Grupo Estado Islâmico confirma a morte de "Jihadi John"

Tamanho do texto Aa Aa

Os ‘jihadistas’ do autoproclamado Estado Islâmico confirmaram, esta terça-feira, a morte de “Jihadi John”, o britânico originário do Koweit que foi o rosto da barbárie das execuções de prisioneiros do grupo.

No mais recente número da revista digital de propaganda do Daesh, Mohammed Emwazi, que perante o mundo assumiu o papel de carrasco, é descrito como um “mártir” num elogio fúnebre em que os ‘jihadistas’ confirmam a sua morte num ataque lançado de um ‘drone’ contra o carro em que seguia, na cidade de Raqqa, capital do autoproclamado califado, no dia 12 de novembro do ano passado. Nesse mês, o exército dos Estados Unidos afirmou estar “razoavelmente certo” da morte deste ‘jihadista’ num ataque com uma aeronave não tripulada.

Paralelamente, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou que o grupo Estado Islâmico vai reduzir para metade os salários dos seus militantes na Síria e no Iraque.