Última hora

Última hora

Paquistão impotente face ao terrorismo

O ataque desta querta-feira, contra o centro universitário de Khan University Bacha em Charsadda, perto de Peshawar, que matou pelo menos trinta

Em leitura:

Paquistão impotente face ao terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

O ataque desta querta-feira, contra o centro universitário de Khan University Bacha em Charsadda, perto de Peshawar, que matou pelo menos trinta estudantes lembrou a fraqueza do poder na guerra contra o terrorismo.

Após os ataques as manifestações de revolta sairam à rua para questionar as acções do governo no que respeita à segurança das universidades um dos alvos recorrentes das milícias talibãs.

“Nós perguntamos quando as agências de segurança têm conhecimento de que somos um alvo por que não nos protegem? E até quando nós no Paquistão seremos alvo e assassinados pelos talibãs? Até quando?”

O ataque dos talibãs à universidade da região noroeste do Paquistão deixou além dos 30 mortos, entre eles vários estudantes, professores e guardas de segurança, dezenas de feridos e o balanço do número de vítimas pode ainda ser agravado.

Entre os falecidos estão os quatro terroristas suicidas pertencentes ao Movimento dos Talibãs Paquistaneses que reivindicou o ataque.

Nesta mesma cidade, que fica a 50 km de Peshawar, um ataque semelhante a uma escola matou em dezembro de 2014, 151 pessoas entre eles 125 crianças.