Última hora

Última hora

Judo: Brasil domina 1.º dia em Havana

Arranque do Circuito Mundial de Judo, este fim de semana, em Cuba,. No primeiro dia do Grande Prémio de Havana, destaque para o judo brasileiro, que conquistou duas medalhas de ouro e uma de bronze, e

Em leitura:

Judo: Brasil domina 1.º dia em Havana

Tamanho do texto Aa Aa

Arranque do Circuito Mundial de Judo, este fim de semana, em Cuba,. No primeiro dia do Grande Prémio de Havana, destaque para o judo brasileiro, que conquistou duas medalhas de ouro e uma de bronze, enquanto a portuguesa Joana Ramos ficou à beira do pódio na categoria de -52 kg.

Segundo o enviado da euronews, Pedro Lasuen, o Grande Prémio de Havana, que antecede o Grand Slam de Paris, “é paragem obrigatória para todos os atletas que ainda não se qualificaram para os Jogos Olímpicos”, no Rio de Janeiro. “É também o momento para ver quem treinou bem e quem não fez os trabalhos de casa, quem descansou demais ou não, quem começa a temporada em boa forma e quem ainda não recuperou da pausa natalícia”.

Com Jogos Olímpicos agendados para o Rio de Janeiro, em agosto, o judo brasileiro mostrou que está pronto a lutar por títulos e Eric Takabatake conquistou o ouro para os canarinhos na categoria de -60 kg, vencendo na final o turco Bekir Ozlu.

A segunda medalha de ouro brasileira foi conquistada pela atual campeã olímpica, Sarah Menezes, que venceu por ‘ippon’ a israelita Shira Rishony na categoria de -48 kg. Surpresa foi a eliminação nesta categoria da atual campeã do mundo, a argentina Paula Pareto, travada pela cubana Dayaris Mestre Alvarez. Pareto acabou por conquistar uma medalha de bronze.

Na categoria de menos de -52 kg, ouro para a alemã Mareen Kraeh, que derrotou por ‘ippon’ a veterana belga, Ilse Heylen. A portuguesa Joana Ramos, 12.ª classificada do ‘ranking’ mundial perdeu com a mongol Tsolmon Adiyasambuu o combate para uma das medalhas de bronze.

A norte-americana Marti Malloy conquistou o ouro na categoria de -57kg, derrotando na final a húngara Hedvig Karakas num combate em que ninguém marcou pontos no tempo regulamentar, acabando por ser um ‘shido’ a dar a vitória à norte-americana. A brasileira Rafaela Silva ficou com uma das medalhas de bronze depois de derrotar por ‘waza-ari’ a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard.

No quadro masculino, na categoria de -66 kg, triunfo com um ‘yuko’ do russo Kamal Khan-Magomedov no final de um combate muito disputado com o francês Loic Korval.

O Grande Prémio de Havana termina este domingo (24/01).