This content is not available in your region

Cameron recebe o apoio de Schulz em negociações para evitar "Brexit"

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva  com Reuters
Cameron recebe o apoio de Schulz em negociações para evitar "Brexit"

<p>A dois dias de uma cimeira europeia fundamental para a possível saída do Reino Unido da União Europeia,conhecida como “Brexit”, continuam as negociações entre o Primeiro-Ministro David Cameron e os 27 Estados Membros. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="es"><p lang="en" dir="ltr">Draft EU renegotiation document shows real progress in all four areas where UK needs change but there's more work to do.</p>— David Cameron (@David_Cameron) <a href="https://twitter.com/David_Cameron/status/694484167753613312">febrero 2, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Cameron encontrou-se esta terça-feira com o Presidente do Parlamento Europeu Martin Schulz, que lhe garantiu o apoio pedido pelo chefe do governo britânico, ainda que tenha admitido que a incerteza domina as negociações: </p> <p>“Não posso garantir qual será o resultado da próxima ronda de negociações”, disse o Presidente do Parlamento Europeu.</p> <p>“Ainda assim, entendo que o Primeiro-Ministro (Cameron) tenha pedido a colaboração do Parlamento Europeu no processo de forma tão intensa quanto possível. Desta forma, garanti ao Primeiro-ministro que tudo fariamos para encontrar uma solução justa”, concluiu Schulz.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="es"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/UKinEU?src=hash">#UKinEU</a>: “Parliament will do utmost to support compromise,” says <a href="https://twitter.com/EP_President"><code>EP_President</a> <a href="https://t.co/odSWDsgiKN">https://t.co/odSWDsgiKN</a> <a href="https://t.co/codNSrKOD2">pic.twitter.com/codNSrKOD2</a></p>&mdash; European Parliament (</code>Europarl_EN) <a href="https://twitter.com/Europarl_EN/status/699559158077468672">febrero 16, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Cameron esteve esta segunda-feira com o Presidente francês François Hollande. Uma visita que falhou o objetivo de resolver as diferenças entre Londres e Paris. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="fr" dir="ltr">[PHOTOS] Le président <a href="https://twitter.com/fhollande"><code>fhollande</a> a reçu <a href="https://twitter.com/David_Cameron"></code>david_cameron</a> >>> <a href="https://t.co/LvZgwsx6ha">https://t.co/LvZgwsx6ha</a> <a href="https://t.co/JV3nASQcll">pic.twitter.com/JV3nASQcll</a></p>— Élysée (@Elysee) <a href="https://twitter.com/Elysee/status/699320399100829697">15 fevereiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Na passada sexta-feira, Cameron encontrou-se com a Chanceller alemã Angela Merkel em Hamburgo, quando se posicionou por um Reino Unido parte de uma União Europeia reformada, evitando assim saída dos britânicos da União ou o “Brexit.”</p> <p>O referendo sobre a permanência do Reino Unido da Grã Bretanha e da Irlanda do Norte na União Europeia está previsto para 2017.</p>