Turquia: Atentado contra autocarros militares provoca 28 mortos em Ancara

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Turquia: Atentado contra autocarros militares provoca 28 mortos em Ancara

<p>Pelo menos 28 pessoas morreram e mais de sessenta ficaram feridas, depois de uma viatura armadilhada explodir junto a dois autocarros de transporte de militares em Ancara.</p> <p>A ação, que não foi reivindicada ocorreu ao final da tarde, em Kizillay no centro da capital turca, no bairro que concentra o quartel-general do exército, o parlamento e várias embaixadas.</p> <p>A deflagração teria ocorrido num momento em que os dois autocarros se encontravam parados num semáforo vermelho.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-conversation="none" data-lang="en"><p lang="tr" dir="ltr">Sosyal medyada <a href="https://twitter.com/hashtag/Ankara?src=hash">#Ankara</a>'daki patlama anına ait olduğu belirtilen görüntüler paylaşıldı. <a href="https://t.co/XtLddvCKFj">pic.twitter.com/XtLddvCKFj</a></p>— 140journos (@140journos) <a href="https://twitter.com/140journos/status/700026126954008576">February 17, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>O vice-primeiro-ministro turco afirmou desconhecer, para já, quem está por detrás do ataque. O presidente Recep Erdogan reagiu à ação, afirmando que, “a Turquia não vai hesitar em utilizar o direito à auto-defesa, em qualquer lugar, em qualquer momento e em qualquer caso”.</p> <p>O ataque ocorreu à mesma hora em que decorria uma reunião dos responsáveis da segurança turca com o presidente Recep Tayyip Erdogan.</p> <p><blockquote class="twitter-video" data-lang="en"><p lang="tr" dir="ltr">Deniz Kuvvetleri Komutanlığı yakınlarında büyük bir patlama meydana geldi. Can kaybının artmaması tek temennimiz. <a href="https://t.co/Bp3cIb2FMR">pic.twitter.com/Bp3cIb2FMR</a></p>— Tahsin Tarhan (@tahsintarhan) <a href="https://twitter.com/tahsintarhan/status/700008333919547393">February 17, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Segundo o ministro da Saúde turco pelo menos sessenta pessoas encontram-se hospitalizadas após a ação. Três das vítimas mortais faleceram no hospital. </p> <p>O primeiro-ministro Ahmet Davutoglu cancelou uma deslocação prevista a Bruxelas, também para acompanhar a situação.</p> <p>Trata-se do segundo ataque bombista registado na capital turca desde que dois bombistas suicidas vitimaram mais de 100 pessoas, em Outubro, durante uma manifestação pró-curda, pelo fim das operações militares de Ancara contra os separatistas do <span class="caps">PKK</span>.</p> <p><iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/0QjWgYA0rSI" frameborder="0" allowfullscreen></iframe></p> <p>A explosão ocorre num momento de alta tensão para o governo turco, quando prossegue uma operação militar contra o grupo separatista <span class="caps">PKK</span>, na região curda do sul do país.</p> <p>Ao mesmo tempo a Turquia prossegue, pelo quarto dia, o bombardeamento de posições da milícia curda da Síria <span class="caps">YPG</span>, junto à fronteira sul do país.</p>