Última hora

Última hora

Jean-Claude Juncker: acordo garante o respeito mútuo entre os estados-membro

O acordo alcançado em Bruxelas com vista à manutenção do Reino Unido na União Europeia suscitou várias reações. Para o primeiro-ministro britânico

Em leitura:

Jean-Claude Juncker: acordo garante o respeito mútuo entre os estados-membro

Tamanho do texto Aa Aa

O acordo alcançado em Bruxelas com vista à manutenção do Reino Unido na União Europeia suscitou várias reações.

Point of view

""Temos opiniões diferentes sobre o futuro da União Europeia, a progressiva integração a nível político não é algo procurado pela Grã-Bretanha. Trata-se de uma área em que pensamos de forma diferente mas mesmo assim demonstrámos flexibilidade" - Angela Merkel, chanceler alemã"

Para o primeiro-ministro britânico, David Cameron, tratou-se de uma vitória que reclama para o Reino Unido um estatuto especial no seio da União.

Para o presidente da Comissão Europeia, trata-se de garantir o respeito mútuo entre os estados-membro.

“Precisamos de uma área do euro forte tal como precisamos de uma City de Londres forte. O acordo agora alcançado garante o respeito mútuo entre todos os estados-membro independentemente de fazerem ou não parte do euro. Uma das nossas maiores conquistas, o mercado único, que serve cerca de 500 milhões de pessoas, permanece intacto”.

A Alemanha foi um dos países que desde cedo marcou presença nas negociações entre Londres e o resto dos 28.

“Temos opiniões diferentes sobre o futuro da União Europeia, a progressiva integração a nível político não é algo procurado pela Grã-Bretanha. Trata-se de uma área em que pensamos de forma diferente mas mesmo assim demonstrámos flexibilidade”.

Este sábado o chefe do executivo apresentará o acordo ao governo britânico no que está a ser visto como o ponto de partida para a campanha a favor da continuação do Reino Unido na União Europeia.