Última hora

Última hora

Pedro Sánchez perde primeira votação de investidura

“Como o candidato não alcançou a maioria absoluta, a mesma proposta vai ser submetida daqui a 48 horas”, afirmou Patxi López, presidente do

Em leitura:

Pedro Sánchez perde primeira votação de investidura

Tamanho do texto Aa Aa

“Como o candidato não alcançou a maioria absoluta, a mesma proposta vai ser submetida daqui a 48 horas”, afirmou Patxi López, presidente do Parlamento.

Pedro Sánchez perdeu a primeira votação no Congresso dos Deputados. O candidato socialista à investidura ao cargo de presidente do Governo de Espanha precisava de pelo menos 176 votos, mas conseguiu apenas 130, 90 do partido socialista e 40 dos liberais do Ciudadanos. O número de votos contra foi de 219.

Mariano Rajoy, líder do Partido Popular, referiu: “Tomo a liberdade de anunciar em nome do Partido Popular o voto contra o candidato Sr. Sánchez. [Pedro Sánchez] não mexeu, efetivamente, um dedo para formar governo e, provavelmente, ainda acredita que alguém ainda o vai oferecer [o governo]”.

Pedro Sánchez respondeu: “O Sr. Rajoy devia estar aqui hoje, se tivesse tido coragem, valentia política. Devia estar aqui, nesta tribuna, a discursar e não aí, a ouvir”.

Pablo Iglesias, do Podemos, também votou contra a investidura de Sánchez, por ser apoiada pelo Ciudadanos. Mas mostrou interesse em novas negociações: “Hoje, mais uma vez estendo a mão ao Sr. Sánchez. Peço-lhe que, face a este fracasso, negocie connosco. Pela irmandade e o interesse do povo espanhol, negocie connosco um programa e um governo de mudança verdadeira”.

A segunda votação será sexta-feira. Pedro Sánchez está em contra-relógio para inverter a tendência da votação. O prazo esgota-se em dois dias.