Última hora

Última hora

Tribunal Constitucional rejeita recurso: crime de Oscar Pistorius foi homicídio voluntário com pena até 15 anos

O atleta sul-africano Oscar Pistorius viu negada pelo Tribunal Constitucional a intenção de recorrer de novo face à condenação pelo homicídio da

Em leitura:

Tribunal Constitucional rejeita recurso: crime de Oscar Pistorius foi homicídio voluntário com pena até 15 anos

Tamanho do texto Aa Aa

O atleta sul-africano Oscar Pistorius viu negada pelo Tribunal Constitucional a intenção de recorrer de novo face à condenação pelo homicídio da namorada.

O tribunal considerou em primeira instância, em setembro de 2014, que a morte de Reeva Steenkamp, a 14 de fevereiro de 2013, tinha sido homicídio involuntário.

Pistorius alegou sempre ter atingido a modelo a tiro 4 vezes, através da porta de uma casa de banho, por julgar tratar-se de um assaltante. A teoria de que a morte teria acontecido depois de uma discussão entre os dois foi negada ao longo do julgamento.

A interposição de recurso por Pistorius face à pena de 5 anos emitida então resultou numa sentença endurecida.
O tribunal considerou, em Dezembro, que o homicídio fora voluntário.

A leitura da sentença de Oscar Pistorius está marcada para Abril. A acusação diz que a pena não deve ser inferior a 15 anos.