Última hora

Última hora

Chet Baker imortalizado em "Born to be Blue"

Em leitura:

Chet Baker imortalizado em "Born to be Blue"

Tamanho do texto Aa Aa

“Born to be Blue” é um filme sobre a vida e carreira do músico de jazz norte-americano Chet Baker. Ethan Hawke interpreta o papel principal do ícone

“Born to be Blue” é um filme sobre a vida e carreira do músico de jazz norte-americano Chet Baker. Ethan Hawke interpreta o papel principal do ícone do Jazz. Com uma história fantasiada alimentada por fatos verídicos; o filme segue os altos e baixos da carreira de Baker na década de 1960, o vício em heroína e as tentativas de recuperação.

O filme foi apresentado pela primeira vez no outono passado, no Toronto International Film Festival, e agora teve a sua estreia oficial em Los Angeles.

“Há uma espécie de simplicidade na forma como Chet toca que nos desarma. O meu respeito por ele foi crescendo à medida que o estudava. Fui bem fundo para estudar as suas influências, Charlie Parker, Miles Davis e muitos outros que ele admirava. Havia nele uma simplicidade tão grande que quanto mais fundo vais mais complicado se torna de o alcançar,” considera o ator Ethan Hawke.

Na década de 1950, Baker começou a usar heroína, um vício que durou o resto da vida. Foi preso várias vezes por posse de drogas. No fim da década de 60, Baker foi barbaramente espancado ao tentar comprar drogas na Califórnia – todos os dentes da frente foram partidos, o que arruinou a embocadura. Depois, foi novamente espancado e ficou sem capacidade para tocar trompete. Com a dentadura postiça, teve de praticar para conseguir a embocadura e voltar a tocar.

“Muitas pessoas têm vidas difíceis. Não são apenas os músicos que lutam com drogas e álcool. Neles o problema torna-se mais evidente porque estão frente ao público. Nas pessoas com um trabalho das 9 às 5, os problemas com drogas e álcool manifestam-se mais rapidamente do que em alguém que apenas toca um par de horas por noite,” afirmou Ethan Hawke.

No filme, o realizador canadiano Robert Budreau mistura fatos e ficção para contar alguns meses na vida de Chet Baker. Hawke estudou técnicas de execução musical para aparecer de forma convincente nos solos de Baker. Os momentos musicais contam com a prestação de Kevin Turcotte, um dos grandes trompetistas do Canadá. Ethan Hawke também canta algumas das canções mais melancólicas.

O filme já foi lançado nos EUA e Canadá.