Última hora

Última hora

Rússia continuará a "apoiar Damasco" após retirada militar

Um oficial militar russo informou aos media nacionais que o exército continuará a "prestar apoio a Damasco" depois da retirada de grande parte do contingente militar presente na Síria

Em leitura:

Rússia continuará a "apoiar Damasco" após retirada militar

Tamanho do texto Aa Aa

Os meios de comunicação oficiais russos mostraram esta segunda-feira (28) imagens da retirada de três helicópteros militares de uma base síria próxima de Lataquia (noroeste, costa mediterrânica), um dos mais importantes portos do país.

O canal de notícias Estatal Rossyia 24, informou que três helicópteros deixaram a base de Hemeymim esta segunda-feira a bordo do avião de transporte Antonov-124.

Este mês de março, o Presidente da Federação Russa Vladimir Putin anunciou que grande parte do contingente militar presente em território sírio começaria a retirar-se depois de 5 meses de ataques aéreos.

Moscovo diz que foram atingidos os objetivos na região.

A intervenção militar russa, muito criticada no Ocidente, favoreceu a posição do governo de Damasco depois de 5 anos de conflito.

No entanto, apesar do anúncio, a força aérea russa continuou com ataques sobre as zonas fora do controlo do exército de al-Assad, ajudando o Governo sírio nomeadamente na conquista da de Palmira, na região administrativa de Homs (centro do país).