Última hora

Última hora

Mais mortes entre os refugiados no Mediterrâneo

É afinal mais de meia centena, o número de refugiados que pode ter morrido afogado, no Mediterrâneo, na semana passada. Uma situação provocada por

Em leitura:

Mais mortes entre os refugiados no Mediterrâneo

Tamanho do texto Aa Aa

É afinal mais de meia centena, o número de refugiados que pode ter morrido afogado, no Mediterrâneo, na semana passada. Uma situação provocada por traficantes de seres humanos que enviaram estas pessoas numa embarcação sobrelotada que acabou por afundar-se. A informação é avançada pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados:

“Não é claro quantas pessoas estavam no barco quando ele se afundou. Os relatos de testemunhas falam até 500. Nas últimas semanas temos visto o número de pessoas que atravessam, da Líbia para Itália, aumentar dramaticamente e tememos que seja o começo da boa temporada. O tempo está a ficar melhor no Mediterrâneo e mais pessoas tentarão atravessar”, adiantou William Spindler, porta-voz da UNHCR.

A confirmarem-se estas mortes esta é a pior tragédia, nos últimos 12 meses e aumenta o número total de afogamentos no sul do Mediterrâneo para cerca de 800, só este ano. Uma informação que surge no mesmo dia em que a Líbia deportou mais de 200 refugiados para os seus países de origem.