Última hora

Em leitura:

EUA: Obama considera ataque a discoteca "o mais mortífero tiroteio da história" do país

mundo

EUA: Obama considera ataque a discoteca "o mais mortífero tiroteio da história" do país

Publicidade

O presidente Barack Obama, num discurso claramente emotivo, classificou o ataque à discoteca Pulse, em Orlando, como sendo o mais mortífero tiroteio da história dos Estados Unidos da América.

“Este é um dia de desgosto para todos os nossos amigos, para todos os norte-americanos, que são lésbicas, gays, bissexuais ou transgéneros … Este é um lembrete de que os ataques a qualquer americano, independentemente da raça, etnia, religião ou orientação sexual, é um ataque contra todos nós e contra os valores fundamentais da igualdade e dignidade que nos definem como país. Nenhum ato de ódio ou terrorismo vai mudar quem somos ou os valores que nos tornam norte-americanos.

Este dia marca o tiroteio mais mortífero da história dos Estados Unidos. O atirador foi, aparentemente, armado com um revólver e uma espingarda de assalto poderosa.

Este massacre é, portanto, mais um lembrete de como é fácil alguém colocar as mãos numa arma que lhes permita disparar contra pessoas numa escola ou num templo ou num cinema ou numa discoteca. Temos de decidir se é esse o tipo de país que queremos ser”, interroga Barack Obama.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte