Última hora

Em leitura:

Barack Obama: "Tivemos momentos, na nossa história, em que agimos por medo e depois arrependemo-nos"

mundo

Barack Obama: "Tivemos momentos, na nossa história, em que agimos por medo e depois arrependemo-nos"

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Barack Obama acusou o pré-candidato republicano, às presidenciais de novembro, Donald Trump, de tentar utilizar, politicamente, a tragédia que ocorreu este fim de semana em Orlando, na Florida.

O presidente norte-americano atacou a retórica incendiária do empresário contra os muçulmanos.

Obama defende que é preciso defender as liberdades fundamentais, no país, e não incentivar a política do medo. “Tivemos momentos, na nossa história, em que agimos por medo e depois arrependemo-nos. Este é um país fundado sobre as liberdades fundamentais, incluindo a liberdade de religião. Não temos testes de religião aqui. Se alguma vez abandonarmos esses valores, não estaremos apenas a facilitar a radicalização das pessoas aqui mas, também, em todo o mundo. Teremos traído as coisas que estamos a tentar proteger”, assegura o governante.

As palavras de Barack Obama foram proferidas depois do encontro do Conselho Nacional de Segurança

O presidente reiterou que não há indícios de que Omar Mateen, o homicida de Orlando, tenha agido em conluio com grupos jihadistas.

Obama informou, ainda, que os esforços do exército norte-americano, que apoia as forças governamentais no combate ao Daesh na Síria e no Iraque, estão a dar bons resultados.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte