Última hora

Em leitura:

Deputada do Partido Trabalhista, Jo Cox, assassinada na sua região natal

mundo

Deputada do Partido Trabalhista, Jo Cox, assassinada na sua região natal

Publicidade

Morreu a deputada britânica do Partido Trabalhista, Jo Cox, que foi esfaqueada e baleada, esta quinta-feira.

A tragédia ocorreu em Birstall perto de Leeds, no condado de West Yorkshire, quando esta participava num encontro com eleitores da sua região.

Cox tinha 41 anos, era casada e mãe de dois filhos. Defendia a permanência do Reino Unido na União Europeia.

À Associated Press uma testemunha afirmou que a deputada terá tentado parar uma briga entre dois homens e que um deles puxou de uma arma e disparou.

A consternação dos trabalhistas

A polícia de Yorkshire deteve, entretanto, um homem de 52 anos:

“Jo foi atacada por um homem que lhe provocou ferimentos graves e que, infelizmente, se revelaram fatais. Posteriormente, houve um outro ataque, a um homem de 77 anos, que sofreu lesões mas não corre perigo de vida. Pouco tempo depois, um homem foi detido pela polícia local. Foram recuperadas armas, incluindo uma de fogo”, explicou, em conferência de imprensa, Dee Collins, da polícia local.

Uma morte que mancha o referendo e que já levou à suspensão das campanhas a favor e contra a saída do Reino Unido da União Europeia.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, classificou a morte como uma “tragédia”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte