Última hora

Em leitura:

Rússia prepara-se para possível ofensiva NATO

mundo

Rússia prepara-se para possível ofensiva NATO

Publicidade

No discurso antes das férias do parlamento russo, Vladimir Putin afirmou aos deputados, que a Rússia tem de estar pronta para responder a ações agressivas da NATO.

O chefe de Estado russo quer reforçar a defesa do seu país face ao reforço da presença de tropas da Aliança Atlântica no leste da Europa:

“A NATO está a fortalecer a sua retórica e ações agressivas perto das nossas fronteiras. Nessas condições, devemos prestar uma particular atenção à questão de encontrarmos soluções para respondermos, prontamente, a uma ameaça ao nosso país”, afirmou Putin.

Um discurso proferido quando se assinala o 75º aniversário da invasão da ex-União Soviética pelos nazis.

Para a NATO nada está perdido e o importante é continuar o diálogo:

“O importante é que precisamos do Conselho NATO/Rússia para ter uma possibilidade de diálogo político aberto com a Rússia, principalmente quando a tensão é elevada. É importante que falemos, que nos encontremos e que façamos tudo o que podemos para evitar mal-entendidos, erros de cálculo e tentar reduzir as tensões”, adiantou o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Esta terça-feira, um comandante das forças norte-americanas afirmava que se a Rússia quiser atacar um dos países da região a NATO não será capaz de responder rapidamente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte