Última hora

Em leitura:

Turquia: 136 funcionários judiciais detidos

mundo

Turquia: 136 funcionários judiciais detidos

Publicidade

A limpeza na Turquia passou, esta segunda-feira, pela detenção de 136 funcionários judiciais, para interrogatório. Mas foram emitidos, por tribunais de Istambul, 173 mandados de prisão.

Desde que o governo de Ancara lançou uma ação repressiva, e maciça, contra alegados apoiantes do movimento de Fethullah Gulen, mais de 35.000 pessoas foram detidas, 17.000 está já a cumprir pena, efetiva, de prisão. A situação aumenta as preocupações entre os países ocidentais e grupos de Direitos Humanos.

A tentativa de golpe de Estado, de 15 de julho, acabou com mais de 240 mortos, de acordo com as autoridades turcas.

Depois disso mais de 76.000 funcionários públicos, juízes e membros das forças de segurança foram suspensos e quase 5.000 demitidos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte