Última hora

Sismo Itália: Governo de Renzi quer avançar com medidas de prevenção a longo prazo

Ao mesmo tempo que decorrem as operações de busca e salvamento, o Governo italiano decretou o estado de emergência, aprovou um primeiro pacote de ajudas no valor de 50 milhões de euros e a suspensão

Em leitura:

Sismo Itália: Governo de Renzi quer avançar com medidas de prevenção a longo prazo

Tamanho do texto Aa Aa

Ao mesmo tempo que decorrem as operações de busca e salvamento, o Governo italiano decretou o estado de emergência, aprovou um primeiro pacote de ajudas no valor de 50 milhões de euros e a suspensão da cobrança de impostos aos habitantes das áreas atingidas. A decisão foi tomada esta quinta-feira após o Conselho de Ministros.

Mas, para além destas medidas imediatas, o primeiro-ministro Mateo Renzi quer avançar já com medidas a longo prazo: “Casas Italianas, um plano sério, não é apenas uma lista de palavras, é algo que deve envolver todos. O projeto chamado Casas Italianas vai ser o mais sério e sistemático. O facto não termos tido sucesso antes não quer dizer que não devemos voltar a tentar, com a ajuda de todos”.

O chefe do governo italiano lembrou ainda é necessário “mudar a mentalidade. É preciso de um novo modelo de desenvolvimento, mas também de prevenção”.

Depois desta catástrofe estão a ser levantadas muitas questões quanto ao cumprimento das regras de segurança no país: por exemplo, uma escola de Amatrice, inaugurada em 2012 e teoricamente construída de acordo com as regras anti-sismicas, desabou com este terramoto. Este caso já está a ser investigado pelas autoridades.