Última hora

Em leitura:

EUA pagam um milhão de euros a família de vítima de ataque com drones

mundo

EUA pagam um milhão de euros a família de vítima de ataque com drones

Publicidade

O governo dos Estados Unidos pagou um milhão de euros à família do italiano Giovanni Lo Porto, morto num ataque americano com drones em 2015, no Paquistão.

O italiano, que tinha 37 anos, trabalhava para a organização não-governamental alemã Welt Hunger Hilfe e estava refém do grupo terrorista Al-Qaeda.

Durante a operação anti-terrorista morreu também Warren Weinstein, um norte-americano de 73 anos que trabalhava com a mesma ONG.

Giovanni Lo Porto tinha sido sequestrado em janeiro de 2012 na cidade paquistanesa de Multan.

O Presidente norte-americano, Barack Obama, tinha admitido no ano passado a morte dos dois trabalhadores humanitários.

É a primeira vez que acontece um acordo deste tipo entre o governo americano e a família de uma vítima de uma operação com drones.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte