Última hora

Em leitura:

Terrorismo/França: FGTI vai ter novas regras

mundo

Terrorismo/França: FGTI vai ter novas regras

Publicidade

O chefe de Estado francês quer rever as regras e o funcionamento do FGTI, Fundo de Garantia das vítimas de atos de terrorismo e outros crimes.

A decisão foi anunciada, esta segunda-feira, durante a cerimónia de homenagem às vítimas de terrorismo, em Paris.

François Hollande defende, ainda, o reforço dos meios na luta com o extremismo.

“Devemos perpetuar as ações que assumimos. Refiro-me a todos os meios necessários para prevenir os atentados, para os dissuadir e para os impedir. É um trabalho constante que exige meios suplementares e o reforço dos que tínhamos decidido” afirma Hollande.

O chefe de Estado francês não adiantou que tipo de mudanças poderão ser introduzidas no Fundo de Garantia das vítimas de atos de terrorismo e outros crimes, criado em 1986 que cobre os danos físicos e psicológicos

“Os recursos deste Fundo vão ser reconsiderados e o Estado vai assumir-se como fiador” acrescenta Hollande.

O montante das indemnizações varia de acordo com as sequelas. Para ter uma ideia, as vítimas com ferimentos ligeiros ou perturbações psicológicas moderadas podem receber cerca de 50 mil euros. O montante pode, no entanto, chegar aos 900 mil euros caso a vítima apresente ferimentos físicos graves ou perturbações psicológicas profundas.

O FGTI é financiado pelos titulares dos contratos de seguros de bens, redigidos em França.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte