Última hora

Última hora

Referendo 'ilegal' na Bósnia suscita fantasmas do passado

Um controverso referendo que ilumina a frágil soberania partilhada na Bósnia.

Em leitura:

Referendo 'ilegal' na Bósnia suscita fantasmas do passado

Tamanho do texto Aa Aa

Um controverso referendo que ilumina a frágil soberania partilhada na Bósnia.

Os sérvios da Bósnia votam numa consulta popular sobre se devem ou não tornar o 9 de janeiro no dia nacional da República Srpska, em desafio ao tribunal constitucional que considera que, caso isso acontecesse, seria ilegal pois coincide com um feriado ortodoxo sérvio, o que descriminaria bósnios muçulmanos e croatas católicos.

O referendo foi igualmente ilegalizado pelo tribunal.

A justificação do ponto de vista de um residente de Banja Luka:
‘Deixe-me dizer, todos têm um aniversário. Não existe força neste planeta – política ou divina – que possa mudar o dia no nosso aniversário. O que eles nos têm feito é completamente descabido. Nós vamos celebrar esse dia, mesmo que mais ninguém aceite’, diz Tomislav Stajcic.

Nove de janeiro é a data em que a comunidade sérvia declarou independência da Bósnia em 1992, precipitando o país para uma devastadora guerra, marcada por massacres e perseguições.