A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Referendo 'ilegal' na Bósnia suscita fantasmas do passado

Referendo 'ilegal' na Bósnia suscita fantasmas do passado
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um controverso referendo que ilumina a frágil soberania partilhada na Bósnia.

Os sérvios da Bósnia votam numa consulta popular sobre se devem ou não tornar o 9 de janeiro no dia nacional da República Srpska, em desafio ao tribunal constitucional que considera que, caso isso acontecesse, seria ilegal pois coincide com um feriado ortodoxo sérvio, o que descriminaria bósnios muçulmanos e croatas católicos.

O referendo foi igualmente ilegalizado pelo tribunal.

A justificação do ponto de vista de um residente de Banja Luka:
‘Deixe-me dizer, todos têm um aniversário. Não existe força neste planeta – política ou divina – que possa mudar o dia no nosso aniversário. O que eles nos têm feito é completamente descabido. Nós vamos celebrar esse dia, mesmo que mais ninguém aceite’, diz Tomislav Stajcic.

Nove de janeiro é a data em que a comunidade sérvia declarou independência da Bósnia em 1992, precipitando o país para uma devastadora guerra, marcada por massacres e perseguições.