Última hora

Última hora

Manchester United bate Leicester, Pogba revela-se enquanto Rooney fica no banco

Esta semana “The Corner” fala da derrota do Leceister, atual campeão da Premier League, em Old Trafford.

Em leitura:

Manchester United bate Leicester, Pogba revela-se enquanto Rooney fica no banco

Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana “The Corner” fala da derrota do Leceister, atual campeão da Premier League, em Old Trafford. Foi a terceira derrota para o Leicester, o atual campeão inglês, e uma lufada de ar fresco para o Manchester United a vitória por 4-1. Os “Red Devils” venceram a partida nos primeiros 45 minutos de jogo. O Manchester United acordou, finalmente, do pesadelo.

Ases e Aselhas

Em Ases e Aselhas os jogadores de futebol que têm a missão de marcar. Um marcou, finalmente, o seu primeiro golo, outro viu o jogo do banco e o último, não está a ter a mesma pontaria que na temporada passada.

Tal Fénix que renasce das cinzas Paul Pogba marcou, pela primeira vez, desde que chegou ao Manchester, no verão passado e fez uma assistência que acabaria por resultar no segundo golo da equipa.

Wayne Rooney viu o jogo do banco. Mourinho desvaloriza a situação mas o capitão dos “Red Devils” tinha já ficado fora dos convocados para o primeiro jogo da fase de grupos da Liga Europa, contra a Holanda.

Jamie Vardy anda mais preocupado com as suas incursões literárias. A estrela do Leicester, saiu ao intervalo, quando a equipa perdia por quatro. Claudio Ranieri diz que foi a pensar no embate frente ao FC Porto.

Mourinho desvaloriza Rooney no banco

Wayne Rooney não foi um dos protagonistas do jogo. Não é comum ver o capitão no banco. Ouvimos o que José Mourinho disse sobre a decisão e como Claudio Ranieri defendeu a sua equipa:

“O meu capitão é o meu capitão. Em campo ou em casa continua a ser o meu capitão. Isso não é um problema. Pensámos que contra uma equipa como o Leicester, pela forma como defendem, o perfil dos seus defensores, pensámos que a melhor solução para nós era “brincar” com as duas crianças velozes”, afirmou José Mourinho.

“Tenho de analisar este jogo estranho, porque começámos muito bem. Nos primeiros 20 minutos jogámos o nosso futebol. É verdade que não criámos muitas oportunidades de golo. Talvez tenhamos perdido o último passe. Mas estávamos no jogo. Pressionámos. Entre as duas equipas talvez nós merecemos marcar mais golos do que eles”, adiantou Claudio Ranieri.

O facto de Wayne Rooney ter ficado no banco acabou por deixar para segundo plano a vitória do Manchester. Os tabloides britânicos não deixam escapar uma polémica:

“The Mail” pergunta se é o fim para Rooney?

O Sunday Express Time fala de Mourinho e do seu apoio ao capitão.

O Sun Sport diz que, segundo o treinador português, Rooney não é o mesmo desde o desaire no Europeu 2016.

O Mirror Sport fala do apaziguar da tensão entre Mourinho e o treinador do Arsenal.