Última hora

Última hora

Espaço: O último "suspiro" da sonda Rosetta

O último suspiro da Rosetta foi captado em imagem, segundos antes da sonda espacial terminar uma maratona de 12 anos.

Em leitura:

Espaço: O último "suspiro" da sonda Rosetta

Tamanho do texto Aa Aa

O último suspiro da Rosetta foi captado em imagem, segundos antes da sonda espacial terminar uma maratona de 12 anos.

O aparelho colidiu esta manhã com o cometa 67P, a 720 milhões de quilómetros da Terra, pondo fim à primeira missão dedicada a descobrir os segredos dos asteróides.

Antes do impacto controlado, a Rosetta recolheu os últimos dados sobre a névoa gasosa, a temperatura e gravidade do cometa.

Uma despedida emocionante para a equipa da Agência Espacial Europeia (ESA), responsável pela missão.

Para Rolf Densing, diretor de operações da ESA:

“Estamos todos muito orgulhosos por terminar esta missão que foi fantástica. A melhor forma de evitar a depressão é olhar para frente. Há vida depois da Rosetta e vamos regressar ao trabalho para aterrar em Marte no dia 19 de Outubro”.

A colisão controlada durou cerca de 14 horas sobre um cometa a mover-se a uma velocidade superior a 14 quilómetros por segundo.

O último salto da Rosetta ocorre semanas depois da “nave-mãe” se ter despedido da sonda Philae que repousa igualmente sobre o cometa.

Os últimos dados da sonda vão permitir continuar a dar resposta às questões sobre a origem e a formação dos planetas.