This content is not available in your region

França presta homenagem às vítimas do atentado de Nice

Access to the comments Comentários
De  Miguel Roque Dias  com Reuters; AFP
França presta homenagem às vítimas do atentado de Nice

<p>Três meses após o atentado que matou 86 pessoas em Nice, no dia 14 de julho, a França presta homenagem às vítimas.</p> <p>A cerimónia contou com a presença de familiares e amigos das vítimas, políticos e outras personalidades gaulesas, e foi presidida por François Hollande.</p> <p>O presidente fez questão de sublinhar que esta tragédia atingiu toda a sociedade francesa.</p> <p>“Saúdo, com emoção, as famílias que foram atingidas, que tiveram os seus corações feridos e que sofrem. As vítimas deste ato bárbaro não têm, todas, a mesma origem, o mesmo passado ou a mesma cor de pele. Não têm todas a mesma religião mas estão hoje, aqui, todas unidas pelo infortúnio”, afirmou o governante.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="fr" dir="ltr">Hollande: l'attentat de Nice visait “l'unité nationale” mais “cette entreprise maléfique échouera” <a href="https://t.co/AvIDUrMPH9">https://t.co/AvIDUrMPH9</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/AFP?src=hash">#AFP</a> <a href="https://t.co/jamhgCmsbV">pic.twitter.com/jamhgCmsbV</a></p>— Agence France-Presse (@afpfr) <a href="https://twitter.com/afpfr/status/787244126873985024">October 15, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Milhares de franceses celebravam, na Esplanada dos Ingleses em Nice, a Queda da Bastilha, quando Mohamed Bouhlel, tunisino de 31 anos, conduziu um camião contra a multidão.<br /> 86 pessoas morreram e mais de 400 ficaram feridas, antes de o agressor ter sido abatido pelas autoridades.</p>