Última hora

Em leitura:

Fraude fiscal: Ministério Público espanhol pede 10 anos de prisão para Eto'o


Desporto

Fraude fiscal: Ministério Público espanhol pede 10 anos de prisão para Eto'o

O Ministério Público espanhol pede mais de dez anos de prisão para futebolista Samuel Eto’o. O camaronês naturalizado espanhol é acusado de uma fraude fiscal que terá lesado o Estado em 3,46 milhões de euros. O caso remonta ao período em que jogava pelo Barcelona, entre 2006 e 2009.

Em causa está a simulação do fim de contrato de direitos de imagem com duas empresas – uma espanhola e uma húngara –, conseguindo dessa forma fugir à declaração de impostos dos rendimentos obtidos com a utilização da própria imagem pela marca desportiva Puma.

Se a acusação for provada, Eto’o pode ainda ter de pagar uma multa de 14 milhões de euros.

Em comunicado o jogador negou qualquer acusação e garantiu que foi vítima de “aconselhamento desleal e fraudelento” de Josep Maria Mesalles, conselheiro, advogado e representante do camaronês para assuntos legais, económicos e fiscais.

Esta acusação surge numa altura em que também Neymar, fubebolista brasileiro do Barça, está a contas com o fisco espanhol.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Desporto

Futebol: Steven Gerrard anuncia ponto final na carreira