Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Fraude fiscal: Ministério Público espanhol pede 10 anos de prisão para Eto'o

Fraude fiscal: Ministério Público espanhol pede 10 anos de prisão para Eto'o
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Ministério Público espanhol pede mais de dez anos de prisão para futebolista Samuel Eto’o. O camaronês naturalizado espanhol é acusado de uma fraude fiscal que terá lesado o Estado em 3,46 milhões de euros. O caso remonta ao período em que jogava pelo Barcelona, entre 2006 e 2009.

Em causa está a simulação do fim de contrato de direitos de imagem com duas empresas – uma espanhola e uma húngara –, conseguindo dessa forma fugir à declaração de impostos dos rendimentos obtidos com a utilização da própria imagem pela marca desportiva Puma.

Se a acusação for provada, Eto’o pode ainda ter de pagar uma multa de 14 milhões de euros.

Em comunicado o jogador negou qualquer acusação e garantiu que foi vítima de “aconselhamento desleal e fraudelento” de Josep Maria Mesalles, conselheiro, advogado e representante do camaronês para assuntos legais, económicos e fiscais.

Esta acusação surge numa altura em que também Neymar, fubebolista brasileiro do Barça, está a contas com o fisco espanhol.