Última hora

Em leitura:

Responsável da ONU teme que Alepo se transforme em "cemitério gigante"


Síria

Responsável da ONU teme que Alepo se transforme em "cemitério gigante"

Numa sessão de emergência, do Conselho de Segurança das Nações Unidas, esta quarta-feira, o responsável pelas operações humanitárias da ONU afirmou que cerca de 25 mil civis terão fugido da zona leste de Alepo, controlada pelos rebeldes, desde sábado. Stephen O’Brien adiantou ainda, e sem divulgar pormenores, que dezenas de pessoas terão morrido num raide aéreo, ocorrido de manhã:

“Pelo bem da humanidade apelamos, suplicamos que as partes em conflito e as influentes, façam tudo o que estiver ao seu alcance para proteger os civis e permitir o acesso às partes sitiadas de Alepo oriental antes que se transformem num cemitério gigante”, afirmou O’Brien.

Segundo o representante das Nações Unidas os civis estão a fugir para a zona oeste de Alepo, controlada pelas forças governamentais, ou para áreas vizinhas. O’Brien acrescentou que provavelmente fugirão outros milhares “se os combates se prolongarem e se intensificarem nos próximos dias”.

O responsável da ONU alerta que os habitantes estão sitiados “há 150 dias e não têm os meios para sobreviver muito mais tempo”.

As Nações Unidas têm medicamentos e alimentos armazenados para as dezenas de milhares de pessoas que estão nesta área. Os camiões da organização estão prontos para partir se as condições forem criadas.

Mais de 300.000 pessoas foram mortas e milhões obrigados a fugir desde o início da guerra na Síria, há quase seis anos.

Com Lusa

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

As cinco libras da polémica