Última hora

Em leitura:

Trump visto a partir de Davos


Suíça

Trump visto a partir de Davos

Em Davos na Suíça, no Fórum Económico Mundial, a inauguração da presidência norte-americana de Trump suscita reações, a maioria de algum ceticismo.

Mas apenas o tempo dirá como a nova administração americana vai gerir o país e o mundo.

“Se ele apenas se focar nos Estados Unidos, sem qualquer apoio para as instituições como a União Europeia ou a Nato, que são a cola que mantém o mundo unido, então vão ser tempos muito difíceis, de facto”, explica Jean-Marie Guehenno, CEO da International Crisis Group.

“Se ele gerir a América como um negócio, então estou contra – porque no negócio do imobiliário e estava totalmente falido, falido, falido. Dito isto, talvez ele tenha aprendido muita coisa com isso e foi muito esperto na forma como conseguiu a presidência, um relações públicas inteligente que fez um trabalho fantástico. Por isso, devemos dar-lhe o benefício da dúvida”, diz Cornielis Van Zadelhoff, fundador da DTZ Zadelhoff.

“Quando as mulheres veem um homem como Donald Trump, que admitiu ter sexualmente assediado mulheres penso que provoca aqueles tipos de sentimentos possivelmente já experienciados e ele representa todos os homens que nos trataram dessa maneira. Por isso é muito perturbador o facto de estar a dirigir uma dos países mais poderosos do mundo”, explica Nimra Amjad, gestora da Rede do Paquistão Sustentável.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

EUA

Washington: Protestos marcam dia da tomada de posse de Trump