Última hora

Última hora

Arredores de Paris vivem novos tumultos depois da violação de jovem por parte da polícia

Na quinta-feira, ao ser detido na sequência de um controlo de identidade, Théo terá sido agredido, sodomizado com um bastão da polícia e vítima de insultos racistas.

Em leitura:

Arredores de Paris vivem novos tumultos depois da violação de jovem por parte da polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Em Aulnay-sous-Bois, nos arredores de Paris, viveu-se uma terceira noite de tumultos, depois da alegada violação em bando de um homem por parte de um grupo de polícias, durante uma detenção.

Os tumultos, que tiveram como epicentro a “Cité des 3000”, bairro social onde vive o jovem de 22 anos, levaram a 24 detenções.

Na quinta-feira, ao ser detido na sequência de um controlo de identidade, Théo terá sido agredido, sodomizado com um bastão da polícia e ainda vítima de insultos racistas. O exame médico confirmou as lesões. O jovem continua hospitalizado. Um polícia foi constituído arguido por violação e três outros por agressões.

Ontem, os habitantes do bairro organizaram uma marcha a pedir justiça. O candidato socialista à presidência Benoît Hamon pediu também penas exemplares.

Já o sindicato de polícia Alliance denuncia um linchamento mediático contra as forças da ordem.