Última hora

Última hora

Liga Portuguesa J20: Benfica vence sem brilhar, Porto impõe-se no clássico e não desarma

Em leitura:

Liga Portuguesa J20: Benfica vence sem brilhar, Porto impõe-se no clássico e não desarma

Tamanho do texto Aa Aa
  • Boavista não perde fora há mais de dois meses
  • Estoril soma nono encontro sem vencer
  • Welthon leva seis golos marcados nos últimos cinco jogos

O Benfica regressou às vitórias e manteve a vantagem de um ponto na liderança da Liga Portuguesa. A eliminação na Taça da Liga e a derrota em Setúbal fizeram soar os alarmes na Luz mas os sinais preocupantes já vinham de antes, como o empate com o Boavista e a primeira parte para lá de cinzenta frente ao Tondela. Dois jogos tidos como fáceis, tal como se previa esta receção ao Nacional.

A equipa madeirense há muito anda arredada dos bons resultados e não foi por acaso que Predrag Jokanović apostou em quatro estreias no onze inicial. Os reforços de inverno, no entanto, foram incapazes de surpreender o Benfica, que desta vez não facilitou e impôs-se tranquilamente por 3-0. Jonas bisou ainda no primeiro tempo, Mitroglou restabeleceu o resultado final já na reta final do encontro.

O resultado é inteiramente justo, a equipa encarnada foi bastante superior aos madeirenses mas nunca mostrou grande vontade de acelerar e presentear os adeptos com uma goleada. Já o Nacional pura e simplesmente não teve argumentos para discutir o resultado e está numa situação cada vez mais preocupante. Caiu para a última posição e soma apenas uma vitória nos últimos 13 jogos no campeonato.

A apenas um ponto segue o FC Porto, que bem pode agradecer a Iker Casillas os três pontos conquistados no clássico frente ao Sporting.

Apesar da derrota, a equipa leonina manteve a terceira posição uma vez que o Sporting de Braga não foi além de um empate em casa frente ao Estoril. Um empate que não deixou ninguém satisfeito, Jorge Simão continua com dificuldades para convencer os adeptos minhotos e soma apenas uma vitória nos últimos cinco jogos na Liga Portuguesa. Nos canarinhos, Pedro Gómez Carmona somou o primeiro ponto mas a equipa continua em queda livre.

Já o Vitória de Guimarães também não conseguiu aproveitar as escorregadelas dos adversários diretos e desperdiçou uma oportunidade para igualar o Sporting na terceira posição ao sair derrotados por 2-0 da Mata Real. Um triunfo que serviu para interromper uma série de cinco encontros sem vencer do Paços de Ferreira.

Pé ante pé, o Marítimo tem vindo a aproximar-se dos lugares europeus. Esta segunda-feira, a equipa de Daniel Ramos impôs-se ao Moreirense com um tento solitário de Fransérgio e não perde desde que foi derrotada por 2-1 no Estádio do Dragão a 15 de dezembro. O Arouca também tem vindo a subir de forma e levou de vencida o Vitória de Setúbal por 2-1, o mesmo resultado registado no Feirense – Rio Ave. A equipa de Nuno Manta está em grande forma e somou o quarto encontro consecutivo sem derrotas. Platiny abriu caminho à vitória da equipa da casa com um golaço.

A zero terminaram dois jogos. O duelo entre Chaves e Boavista (os flavienses têm já dez empates na liga) e o desafio que colocou frente a frente Belenenses e Tondela. A equipa de Pepa somou mais um pontinho que se pode revelar decisivo na luta pela manutenção mas continua numa posição complicada.

Figura da jornada

Kuca (Arouca)


Depois de um péssimo início de temporada, o Arouca tem vindo a recuperar na tabela e um dos principais responsáveis dá pelo nome de Jorginho. A semana passada, no entanto, o extremo deixou a equipa rumo ao Saint-Étienne e deixou a equipa órfã de um desequilibrados. Aproveitou Kuca. O caboverdiano foi titular pela primeira vez desde outubro e aproveitou da melhor forma a aposta de Lito Vidigal, marcando ambos os golos arouquenses na vitória frente ao Vitória.