Última hora

Tony Blair condena "Brexit a qualquer preço"

O ex-PM britânico Blair falou sobre o Brexit pela primeira vez desde o referendo de junho em que venceu o sim à saída da União.

Em leitura:

Tony Blair condena "Brexit a qualquer preço"

Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, o campo da permanência na União Europeia conta com um novo apoio, até agora silencioso, o do antigo primeiro-ministro Tony Blair.

Blair falou sobre o Brexit pela primeira vez desde o referendo de junho em que venceu o sim à saída da União.

Além de manter as críticas à atual direção do Partido Trabalhista, chefiado por Jeremy Corbyn, que tem repetido ao longo dos últimos 18 meses, o ex-chefe de governo acusa a primeira-ministra Theresa May de querer um Brexit a qualquer preço: “Sim, o povo britânico votou para deixar a União Europeia e a vontade do povo deve prevalecer. Aceito que não haja uma vontade alargada de repensar as coisas. Mas as pesoas votaram sem conhecer os termos do Brexit. Com as coisas a tornar-se claras, as pessoas têm direito a mudar de opinião e a nossa missão é convencê-las”, disse Blair.

O campo dos defensores da saída da União Europeia não tardou a reagir e a atacar Tony Blair. Nigel Farage, líder do UKIP, diz que Blair é “um homem do passado”. Boris Johnson, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse que “o melhor é apagar a televisão da próxima vez que Blair aparecer a falar”.