Última hora

Em leitura:

França: extrema-direita denuncia golpe mediático depois de busca na sede da FN


França

França: extrema-direita denuncia golpe mediático depois de busca na sede da FN

A extrema-direita francesa acusou as autoridades de orquestrarem um golpe mediático para influenciar as eleições presidenciais, depois da sede do partido Frente Nacional ter sido alvo de uma busca.

A operação policial está relacionada com o inquérito acerca dos “empregos fictícios” que envolve o guarda-costas pessoal da candidata da extrema-direita, Marine Le Pen. Investigadores em Bruxelas afirmam que Thierry Légier recebeu mais de 40.000 euros sob o falso pretexto de trabalhar como assistente no Parlamento Europeu. O mesmo terá acontecido com outra colaboradora da candidata.

A Frente Nacional denunciou “uma operação mediática com o fim único de tentar perturbar a campanha eleitoral e prejudicar Marine Le Pen”.

Dada como favorita nas sondagens para a primeira volta, mas como perdedora de uma hipotética segunda volta, a candidata da extrema-direita assumiu esta segunda-feira uma postura presidencial, no primeiro encontro com um chefe de Estado estrangeiro, Michel Aoun, no Líbano.

Bloqueio de zonas separatistas abala nova trégua no leste da Ucrânia

Ucrânia

Bloqueio de zonas separatistas abala nova trégua no leste da Ucrânia