Última hora

Última hora

França: centrista Bayrou apoia Macron para as presidenciais

O líder centrista François Bayrou decidiu não se apresentar pela quarta vez às presidenciais francesas e apoiar o candidato independente Emmanuel Macron, visto como vencedor potencial numa hipotética

Em leitura:

França: centrista Bayrou apoia Macron para as presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

O líder centrista François Bayrou decidiu não se apresentar pela quarta vez às presidenciais francesas e apoiar o candidato independente Emmanuel Macron, visto como vencedor potencial numa hipotética segunda volta.

O presidente do MoDem afirmou que “a situação [atual] alimenta o pior dos riscos: uma ascensão da extrema-direita, que faz planar a ameaça de um perigo enorme e imediato para o país e para a Europa”. Bayrou acrescentou que “porque o risco é enorme”, decidiu “oferecer a Emmanuel Macron uma aliança”.

O líder do movimento “Em Marcha!” aceitou a proposta através do Twitter, frisando que reflete “o processo de convergência” que defende desde que lançou a sua candidatura.

Se Macron conseguir ser o segundo mais votado na primeira volta das eleições presidenciais, as sondagens indicam, de forma unânime, que vencerá face à atual favorita, a candidata da extrema-direita Marine Le Pen, na segunda volta.

O apoio de Bayrou surpreendeu muitos, já que, há menos de um mês, dizia no Twitter “não saber quem é Macron, nem qual é a sua posição ou com quem quer governar” e sublinhava ter “lido com atenção o discurso [do candidato independente]”, sem “encontrar muita substância”.

A decisão poderá propulsar Macron para a frente do conservador François Fillon, que tem perdido terreno nas sondagens e apoios políticos na sequência do escândalo de “empregos fictícios” que envolve a esposa e dois filhos.