Última hora

Em leitura:

Alemanha: Ameaça de bomba após proibição de evento pró-Erdogan


Alemanha

Alemanha: Ameaça de bomba após proibição de evento pró-Erdogan

Na Alemanha, uma falsa ameaça de bomba obrigou à evacuação da Câmara Municipal de Gaggenau, esta sexta-feira.

“O homem que telefonou (a fazer a ameaça) disse que a razão foi o cancelamento (na véspera) do evento com o ministro da Justiça turco”, informou um representante do município.

Quinta-feira, a Alemanha proibiu dois eventos para promover o “sim” ao reforço dos poderes do presidente da Turquia, alimentado a tensão crescente entre os dois países.

A resposta de Ancara chegou pela voz do ministro dos Negócios Estrangeiros. Mevlut Cavusoglu disse que a Alemanha deve “evitar o populismo” durante a campanha para o referendo na Turquia. “Se querem manter boas relações, têm de aprender como nos tratar. Os problemas não se resolvem assim. Isto não pode continuar. Iremos retaliar sem hesitação”, ameaçou o chefe da diplomacia turca.

Altos responsáveis de Ancara, como o primeiro-ministro Binali Yildirim, têm feito campanha na Alemanha, onde vivem 3,5 milhões de turcos, para o “sim” no referendo, agendado para abril, em que Recep Tayyip Erdogan pode ver os poderes presidenciais serem fortemente reforçados.

O apelo da chanceler Angela Merkel para a libertação de um jornalista alemão detido na Turquia é outro dos assuntos a alimentar a tensão crescente entre Ancara e Berlim.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

mundo

Eurodeputado polaco arrisca sanções depois de "comentários sexistas" no Parlamento Europeu