Última hora

Em leitura:

"Vault 7" - Peritos acusam CIA de abrir caminho à propagação de armas informáticas


EUA

"Vault 7" - Peritos acusam CIA de abrir caminho à propagação de armas informáticas

É mais um escândalo saído das páginas do Wikileaks e que acusa diretamente a CIA”:http://oglobo.globo.com/mundo/cia-controla-celulares-pcs-ate-smart-tvs-indica-wikileaks-21025130 – A Agência Central de Inteligência americana – de invadir smartphones, computadores, televisores e mesmo sistemas de navegação automóvel no mundo inteiro.

Denominada “Vault 7”, a operação prevê a divulgação de novas séries de documentos, naquela que é já considerada como a maior fuga de documentos secretos da história do site de Julien Assange.

Com um programa de piratagem global e um arsenal de softwares malignos, a CIA ter-se-à introduzido numa larga gama de aparelhos eletrónicos americanos e europeus: Apple, Android, Google, Microsoft Windows, Samsung; televisores conectados e mesmo sistemas de controlo de veículos.

De acordo com as fugas do Wikileakes, o consulado americano em Frankfurt estará a servir de base aos piratas informáticos da CIA para a cobertura da Europa, Médio Oriente e África. Esta primeira parte, designada “Ano zero”, contém 8,761 documentos e ficheiros obtidos a partir da rede ultrasegura do interior da sede da CIA, no estado da Virgínia.

“Estão a agir sobre os carros, sobre as televisões nas casas das pessoas, estão a agir sobre todos os aparelhos que possamos utilizar, basicamente tudo o que tenha uma bateria é por isso que é tão abrangente. Há tantos buracos e só estamos a começar a olhar para isto agora. Creio que o Samsung era um dos que estava na lista. Poderiam ligá-lo por controlo remoto sem acionar as luzes de alimentação. Por isso poderemos estar a conversar numa sala e sermos escutados sem conhecimento nem consentimento”, explica Will Donaldson, perito em cibersegurança.

“Os documentos do “Vault 7” parecem mostrar que a CIA desenvolve sistemas de espionagem de alvos específicos, explorando as falhas nos respetivos sistemas”:http://www.numerama.com/politique/238694-vault-7-toutes-les-questions-comprendre-les-documents-devoiles-par-wikileaks.html, mas é já suficientemente inquietante para os simples cidadãos, como diz este perito em cibersegurança: “Sim, penso que tudo o que se possa conectar à internet pode ser pirateado. É algo que pode ser comprometedor e por isso, temos que pensar onde queremos colocar os aparelhos nas nossas casas e escritórios e como proteger a nossa vida pessoal”.

As revelações agora feitas serão, no dizer do Wikileaks, a ponta do iceberg. De acordo com o que se conhece, os peritos apontam à CIA a imprudência com que explora as falhas dos sistemas informáticos, abrindo as portas a todos os perigos de propagação de armas informáticas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Iraque

Forças iraquianas avançam à medida que os combates se tornam mais duros