Última hora

Em leitura:

Paris: Assaltante do aeroporto de Orly estava determinado a matar e pronto a ser morto


França

Paris: Assaltante do aeroporto de Orly estava determinado a matar e pronto a ser morto

O homem abatido a tiro este sábado no aeroporto de Orly, em Paris, estava determinado a matar e pronto a ser morto, segundo as autoridades francesas.

Ziyed Bem Belgacem, de 39 anos, estava identificado pela polícia e pelos serviços de informação.

Quando decidiu roubar o fuzil de assalto automático a um dos soldados da patrulha militar anti-terrorista, Ziyed Belgacem estava determinado a matar, disse o procurador da República de Paris, François Molins:

“Tudo indica que ele estava de facto determinado a ir até ao fim. Se dermos fé àquilo que disse aos soldados, tudo indica que ele procurou apropriar-se da arma para fazer mortos, para disparar sobre as pessoas. É o que podemos deduzir do comportamento deste homem.”

O incidente teve lugar às 8h30 locais e fez com que as autoridades evacuassem o terminal, onde cerca de 3 mil passageiros aguardavam os seus voos.

“Os dois militares tentaram chamá-lo à razão, tentaram negociar. Felizmente não demorou muito tempo. Ouvimos dois tiros e soubemos depois que tinham conseguido imobilizá-lo”, contou um dos passageiros que testemunhou o incidente.

O assaltante tinha sido condenado por vários casos de violência, esteve preso várias vezes e estava ligado ao tráfico de droga.

Os terminais Sul e Oeste do aeroporto de Orly foram reabertos à tarde e o tráfego aéreo progressivamente restabelecido.

Perú: Chuvas torrenciais fizeram já mais de 62 mortos

Perú

Perú: Chuvas torrenciais fizeram já mais de 62 mortos