This content is not available in your region

Descoberto em Roma aqueduto com 2300 anos

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Descoberto em Roma aqueduto com 2300 anos

<p>Em Roma, os operários que trabalham na construção da nova linha de metro podem ter feito uma das descobertas arqueológicas mais importantes dos últimos anos. A confirmar-se, este será o aqueduto romano mais antigo alguma vez encontrado e data do século <span class="caps">III</span> antes de Cristo.</p> <p>A descoberta deu-se na Celimontana, perto do Coliseu, a 17 metros de profundidade, numa área onde está a ser construído um poço de ventilação para o metro. O aqueduto tem 32 metros de comprimento: “É uma descoberta muito importante. Em primeiro lugar, foi feita a uma profundidade que não se atinge numa escavação arqueológica normal. Por isso, a escavação da linha C do metro foi uma oportunidade fantástica”, explica Simona Morretta, da autoridade arqueológica de Roma.</p> <p>O aqueduto está a ser removido para outro local, para ser estudado, devidamente datado e depois exposto ao público. As escavações do metro revelaram outros achados, incluindo um túmulo com mais de 3000 anos.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="it" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/Roma?src=hash">#Roma</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Aquedotto?src=hash">#Aquedotto</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/MetroC?src=hash">#MetroC</a>, strato su strato, 2300 anni fa! <a href="https://t.co/sFdY5do5sO">https://t.co/sFdY5do5sO</a></p>— Emiliano Gemini (@egemini73) <a href="https://twitter.com/egemini73/status/849163617245298689">April 4, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>