EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Descoberto em Roma aqueduto com 2300 anos

Descoberto em Roma aqueduto com 2300 anos
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É, com uma grande probabilidade, o aqueduto romano mais antigo alguma vez encontrado.

PUBLICIDADE

Em Roma, os operários que trabalham na construção da nova linha de metro podem ter feito uma das descobertas arqueológicas mais importantes dos últimos anos. A confirmar-se, este será o aqueduto romano mais antigo alguma vez encontrado e data do século III antes de Cristo.

A descoberta deu-se na Celimontana, perto do Coliseu, a 17 metros de profundidade, numa área onde está a ser construído um poço de ventilação para o metro. O aqueduto tem 32 metros de comprimento: “É uma descoberta muito importante. Em primeiro lugar, foi feita a uma profundidade que não se atinge numa escavação arqueológica normal. Por isso, a escavação da linha C do metro foi uma oportunidade fantástica”, explica Simona Morretta, da autoridade arqueológica de Roma.

O aqueduto está a ser removido para outro local, para ser estudado, devidamente datado e depois exposto ao público. As escavações do metro revelaram outros achados, incluindo um túmulo com mais de 3000 anos.

#Roma#Aquedotto#MetroC, strato su strato, 2300 anni fa! https://t.co/sFdY5do5sO

— Emiliano Gemini (@egemini73) April 4, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A pizza napolitana já tem três séculos e quem a faz diz que é a melhor

Meloni procura reforma constitucional para eleição direta do primeiro-ministro

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália