Última hora

Em leitura:

EUA vão armar curdos das YPG na Síria


Síria

EUA vão armar curdos das YPG na Síria

Os Estados Unidos decidiram armar as milícias curdas na Síria para acelerar o combate contra o grupo extremista Estado Islâmico. A justificação para equipar as chamadas Unidades de Proteção do Povo Curdo é a intenção de obter uma clara vitória sobre os “jihadistas” na cidade de Raqqa, capital “de facto” dos extremistas.

Mas a decisão promete irritar a Turquia, aliada da NATO, para quem os milicianos das YPG representam um inimigo.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou que a administração Trump está “perfeitamente ciente das preocupações de segurança dos parceiros de coligação na Turquia” e sublinhou que “os Estados Unidos estão comprometidos com a proteção do seu aliado na NATO”.

A Turquia, que considera as YPG como o braço sírio dos separatistas curdos do PKK – classificado como organização terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos -, tem efetuado vários bombardeamentos contra os milicianos curdos na Síria.

A decisão dos Estados Unidos surge a menos de uma semana da visita do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a Washington.

Tailândia

Banguecoque atribui autoria de ataque em Pattani a independentistas islâmicos