Última hora

Última hora

Avião da Chapecoense não tinha seguro

A notícia vem manchar ainda mais o nome da LaMia e do piloto.

Em leitura:

Avião da Chapecoense não tinha seguro

Tamanho do texto Aa Aa

O avião em que viajava a equipa de futebol da Chapecoense e que se despenhou em novembro do ano passado, matando quase todos a bordo, não tinha seguro. A seguradora boliviana Bisa diz que a LaMia, a empresa propriedade do piloto do avião, não tinha feito seguro contra acidentes para as famílias das vítimas e sobreviventes, que no entanto vão poder recorrer ao fundo de cooperação que esta companhia criou para as indemnizações.

A notícia vem manchar ainda mais o nome da LaMia e do piloto, que morreu no acidente. O avião despenhou-se devido à falta de combustível. O piloto falsificou o plano de voo e não parou para reabastecer quando devia, o que motivou o acidente. Morreram 71 dos 77 passageiros – jornalistas, jogadores, equipa técnica e dirigentes do clube que ia à Colômbia jogar a final da Taça Sul-Americana contra o Atlético Nacional.