Última hora

Em leitura:

EUA: Incidente anti-muçulmano acaba em mortes


EUA

EUA: Incidente anti-muçulmano acaba em mortes

Três homens foram esfaqueados, dois deles até à morte, esta sexta-feira, num comboio, em Portland, nos Estados Unidos.

Motivo: tentaram impedir o assédio feito pelo atacante a duas mulheres que aparentavam ser muçulmanas. As duas mulheres na origem do incidente terão abandonado o local imediatamente, sem que a Polícia tenha conseguido interpelá-las.


O autor dos insultos étnicos e religiosos e dos esfaqueamentos foi preso pouco depois de se apear do comboio onde cometeu os crimes.

Pete Simpson, do Departamento de Polícia de Portland, explica a intervenção das autoridades: “Polícias que estavam na plataforma entraram no comboio. Encontraram uma vítima do sexo masculino com ferimentos traumáticos. Tentaram medidas de pronto-socorro no comboio, mas não tiveram sucesso. Essa vítima morreu aqui no local. Mais duas vítimas de esfaqueamento foram localizadas e imediatamente transportadas por pessoal médico. Uma dessas vítimas morreu depois de chegar ao hospital.”


O incidente deu-se por volta das 21h00, hora local, poucas horas antes do início do Ramadão, o mês sagrado do Islão em que a maior parte dos 1.6 milhares de milhões de muçulmanos de todo o mundo cumprem um jejum religioso.

O Conselho para as Relações Americo-Islâmicas declarou, a propósito do episódio de sexta-feira, um aumento de mais de 50% em incidentes anti-muçulmanos nos Estados Unidos, entre 2015 e 2016, devido em parte, afirma, ao foco do Presidente Trump em grupos de militantes islamitas e à retórica anti-imigrantes que usa.

G7: Cimeira chega ao fim com tom amargo sobre o clima e consenso sobre terrorismo

Itália

G7: Cimeira chega ao fim com tom amargo sobre o clima e consenso sobre terrorismo