Última hora

Última hora

Maduro acusa Trump de ordenar revolta na Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, acusou Donald Trump de ordenar a revolta no país. Mais de 60 pessoas já perderam a vida nos confrontos entre manifestantes e a polícia.

Em leitura:

Maduro acusa Trump de ordenar revolta na Venezuela

Tamanho do texto Aa Aa

Os venezuelanos não desistem na luta contra Nicolas Maduro . A violência é quotidiana.

O líder da oposição Henrique Capriles diz que na segunda-feira só em Caracas ficaram feridas 257 pessoas. Capriles denuncia:

“Estamos aqui nas ruas porque o governo fechou as portas democráticas. Não há comida, não há medicamentos e ainda por cima não querem deixar as pessoas votar. Que querem que façam? Fazem o que estão a fazer hoje. E qual é a resposta? Ontem o ministro da Defesa disse que não houve agressões. Meu Deus, aqui estão…”

O presidente, por seu lado, prefere descarregar uma vez mais a culpa no inimigo número um do regime de Caracas:
“Chegou algo pior e mais horripilante do que o governo de Barack Obama, que é o governo do senhor Donald Trump, que deu ordem à direita que gosta dos yankees de destruir a Venezuela por todos os meios, para a entregar numa bandeja de prata a uma intervenção estrangeira que rejeitamos e rejeitaremos com a nossa própria vida”.

Segundo a oposição já terão morrido nos confrontos 62 pessoas, desde que começaram as manifestações no princípio de Abril; o governo fala em 59 vítimas mortais.