EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Maduro acusa Trump de ordenar revolta na Venezuela

Maduro acusa Trump de ordenar revolta na Venezuela
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, acusou Donald Trump de ordenar a revolta no país. Mais de 60 pessoas já perderam a vida nos confrontos entre manifestantes e a polícia.

PUBLICIDADE

Os venezuelanos não desistem na luta contra Nicolas Maduro . A violência é quotidiana.

O líder da oposição Henrique Capriles diz que na segunda-feira só em Caracas ficaram feridas 257 pessoas. Capriles denuncia:

“Estamos aqui nas ruas porque o governo fechou as portas democráticas. Não há comida, não há medicamentos e ainda por cima não querem deixar as pessoas votar. Que querem que façam? Fazem o que estão a fazer hoje. E qual é a resposta? Ontem o ministro da Defesa disse que não houve agressões. Meu Deus, aqui estão…”

O presidente, por seu lado, prefere descarregar uma vez mais a culpa no inimigo número um do regime de Caracas:
“Chegou algo pior e mais horripilante do que o governo de Barack Obama, que é o governo do senhor Donald Trump, que deu ordem à direita que gosta dos yankees de destruir a Venezuela por todos os meios, para a entregar numa bandeja de prata a uma intervenção estrangeira que rejeitamos e rejeitaremos com a nossa própria vida”.

Segundo a oposição já terão morrido nos confrontos 62 pessoas, desde que começaram as manifestações no princípio de Abril; o governo fala em 59 vítimas mortais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guiana: Presidente venezuelano assume controlo da exploração de crude e gás da região de Essequibo

Mega-operação para retomar controlo de prisão

"Diabos" saem às ruas na Venezuela