Última hora

Última hora

EUA: Absolvição de polícia enfurece comunidade negra

Centenas de pessoas saíram às ruas em protesto, em Mineápolis, depois da absolvição de um polícia acusado de ter morto a tiro um condutor.

Em leitura:

EUA: Absolvição de polícia enfurece comunidade negra

Tamanho do texto Aa Aa

No Estado norte-americano do Minnesota, há mais um caso de alegada violência racista por parte da polícia a prometer incendiar os ânimos.

Centenas de pessoas saíram às ruas em protesto, em Mineápolis, depois da absolvição de um polícia acusado de ter morto a tiro um condutor, Philando Castile, que tinha sido mandado parar por causa de um simples farol partido. O facto de a vítima ser um negro, à semelhança de vários casos nos últimos tempos, deu uma dimensão racial ao caso, tal como tem acontecido em vários episódios do género: “Morreram pessoas para termos direitos e agora estão-nos a tirá-los. Estamos a voltar a 1969. O que é que vai ser preciso? Estou furiosa – o meu primogénito morreu aqui no Minnesota”, disse Valerie Castile, mãe da vítima.

No Estado norte-americano do Minnesota, há mais um caso de alegada violência racista por parte da polícia a prometer incendiar os ânimos.

As imagens divulgadas nas redes sociais, incluindo pela namorada de Castile, deram o caso a conhecer. O polícia em causa, Jerónimo Yanez, alega que o condutor desobedeceu e que agiu por medo. O júri, composto por 12 pessoas, dos quais apenas dois negros, absolveu-o, depois de deliberar ao longo de cinco dias.