Última hora

Catalunha quer avançar com novo referendo sobre a independência

A Catalunha vai declarar a independência da Espanha no espaço de 48 horas, se os eleitores assim o manifestarem num referendo a realizar em outubro. A intenção é manifestada de acordo com um projeto de lei destinado a garantir a votação, apesar da recusa do governo central.

Em leitura:

Catalunha quer avançar com novo referendo sobre a independência

Tamanho do texto Aa Aa

A Catalunha vai declarar a independência da Espanha no espaço de 48 horas, se os eleitores assim o manifestarem num referendo a realizar em outubro. De acordo com um projeto de lei destinado a garantir a votação, apesar da recusa do governo central.

A mensagem foi enviada a Madrid, terça-feira, pelo presidente do governo da Catalunha, o independentista Carles Puigdemont.

“Em 1 de outubro não vai haver nenhum acidente de comboio. Há um comboio que vai ficar parado, que é o comboio do sistema atual, do status quo atual, e haverá outro que vai continuar o seu caminho. Mesmo que o “Não” vença, nada ficará na mesma porque as coisas já mudaram,” declarou Carles Puigdemont.

O Tribunal Constitucional de Espanha e o governo central bloquearam os anteriores desafios independentistas e já disseram que vão bloquear qualquer tentativa de consulta popular.

Em 2014, apesar da oposição de Madrid, a Catalunha realizou um referendo não vinculativo sobre se a região deveria ser independente. Dos cerca de 5,4 milhões de eleitores, apenas 2,2 milhões votaram e o sim pela independência conseguiu 80% dos votos.