Última hora

Em leitura:

Usain Bolt volta a "voar" 100 metros abaixo dos 10 segundos


Desporto

Usain Bolt volta a "voar" 100 metros abaixo dos 10 segundos

Usain Bolt voltou esta sexta-feira a correr os 100 metros abaixo dos 10 segundos. Recordista do mundo na distância há quase oito anos com 9,58 segundos, o “relâmpago” jamaicano impôs-se desta feita no Mónaco, durante o “meeting” de atletismo Herculis, última etapa da Liga Diamante antes dos Mundiais de agosto, em Londres.

Com 30 anos e a escassas semanas do anunciado adeus à alta competição, Usain Bolt cumpriu os 100 metros monegascos em 9,95 segundos e colou-se à sexta melhor marca do ano. O norte-americano Isiah Young também correu a distância abaixo dos 10 segundos, mas gastou mais três centésimos que o jamaicano e foi segundo.


O sul-africano Akani Simbine, que em março fixou a terceira melhor marca do ano nos 9,92 segundos, desta feita gastou 10,02 segundos e fechou o pódio dos 100 metros.


Na final masculina dos 400 metros, o triunfo foi para Wayde van Niekerk. Recordista mundial da distância (43,03 segundos), campeão do mundo e olímpico, o sul-africano impôs-se no Mónaco com o tempo de 43,73. Isaac Makwala, do Botswana, e o compatriota Baboloki Thebe completaram o pódio.


Na final feminina dos 200 metros, a vitória foi para Marie-Josée Ta Lou. A atleta da Costa do Marfim, campeã africana da distância, cortou a meta com o tempo de 22,25 segundos. A norte-americana Kyra Jefferson foi segunda e a britânica Dina Asher-Smith, terceira.

Patrícia Mamona cotou-se como a melhor europeia do triplo salto, com 14,18 metros, mas falhou o pódio por pouco mais de meio metro. A colombiana Caterine Ibargüen foi a vencedora, com um salto de 14,86 metros. A venezuelana Yulimar Rojas ficou no segundo lugar, a três centímetros, e a jamaicana Kimberly Williams foi melhor que a portuguesa com um salto de 14,54 metros.