This content is not available in your region

Portugal continua a arder

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Portugal continua a arder

<p>Continuam a ser imagens impressionantes, trágicas, as que chegam dos distritos portugueses que estão abraços com incêndios florestais. </p> <p>Castelo Branco, Portalegre e Santarém vivem as situações mais dramáticas. O incêndio que deflagrou na Sertã, e alastrou aos concelhos circundantes, continua a ser o que inspira maiores cuidados. Uma das situações mais graves vivia-se em Mação, onde casas, viaturas e hectares de floresta foram devorados pelas chamas. O presidente da Câmara confirmava, esta tarde, que já arderam 15 mil hectares, quase metade da área florestal do concelho. Várias localidades estavam ameaçadas pelas chamas. </p> <p>Ao início da tarde, em Proença-a-Nova, assistia-se a reacendimentos, o que dificultava o já árduo trabalho dos bombeiros. </p> <p>Nesta vasta região, que inclui localidades dos concelhos de Santarém e Castelo Branco, quase dois mil soldados da paz combatiam o fogo. </p> <p>Entretanto a Unidade Local de Saúde de Castelo Branco anunciou, esta quarta-feira, o alargamento do horário de atendimento nos centros de saúde de Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova e Sertã, devido aos incêndios que afetam os três concelhos. </p> <p>Desde janeiro que o fogo já consumiu mais de 75 mil hectares de floresta portuguesa. </p> <p>Com <span class="caps">LUSA</span></p>