Última hora

Aumentam as mortes na fronteira entre o México e os EUA

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, entre janeiro e julho de 2017 registou-se a morte de 232 pessoas, na fronteira, mais 17% do que em igual período de 2016.

Em leitura:

Aumentam as mortes na fronteira entre o México e os EUA

Tamanho do texto Aa Aa

Aumentou o número de migrantes que morreram a tentar atravessar a fronteira entre o México e os Estados Unidos da América.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, entre janeiro e julho de 2017 registou-se a morte de 232 pessoas, na fronteira, mais 17% do que em igual período de 2016.

A organização mostra-se preocupada referindo que julho foi o mês mais sangrento, com as mortes a ascenderam à meia centena.

Nos primeiros sete meses do ano, as patrulhas fronteiriças norte-americanas detiveram mais de 140 mil migrantes, metade dos registados em igual período de 2016.

O Instituto Nacional de Migração do México denunciou, num relatório, os abusos a que estão sujeitos os migrantes detidos. O documento afirma que a política migratória do país propicia a violação dos Direitos Humanos.