Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Aumentam as mortes na fronteira entre o México e os EUA

Aumentam as mortes na fronteira entre o México e os EUA
Tamanho do texto Aa Aa

Aumentou o número de migrantes que morreram a tentar atravessar a fronteira entre o México e os Estados Unidos da América.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, entre janeiro e julho de 2017 registou-se a morte de 232 pessoas, na fronteira, mais 17% do que em igual período de 2016.

A organização mostra-se preocupada referindo que julho foi o mês mais sangrento, com as mortes a ascenderam à meia centena.

Nos primeiros sete meses do ano, as patrulhas fronteiriças norte-americanas detiveram mais de 140 mil migrantes, metade dos registados em igual período de 2016.

O Instituto Nacional de Migração do México denunciou, num relatório, os abusos a que estão sujeitos os migrantes detidos. O documento afirma que a política migratória do país propicia a violação dos Direitos Humanos.