This content is not available in your region

Angola elege novo presidente

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Angola elege novo presidente

<p>Angola elege, esta quarta-feira, o sucessor de José Eduardo dos Santos na presidência há 38 anos.</p> <p>Mais de nove milhões de eleitores são chamados a votar. </p> <p>As urnas estão abertas até às 18 horas.</p> <p>Mais de 1400 observadores angolanos e internacionais acompanham o escrutínio.</p> <p>João Lourenço, o candidato do <span class="caps">MPLA</span>, é apontado como o mais bem colocado para suceder a José Eduardo dos Santos.</p> <p>O ex-ministro da Defesa já votou e garantiu que o escrutínio decorre “calmamente”.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Angola’s Lourenco vows to diversify economy if elected president <a href="https://t.co/zdskfIql3j">https://t.co/zdskfIql3j</a> <a href="https://t.co/hFqfiZmime">pic.twitter.com/hFqfiZmime</a></p>— Bloomberg (@business) <a href="https://twitter.com/business/status/898993498824855557">August 19, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Visão diferente tem o candidato da <span class="caps">UNITA</span>. Isaías Samakuva, após depositar o voto, denunciou irregularidades que foram já sanadas. O líder do “Galo Negro” exorta os angolanos a votar.</p> <p>Abel Chivukuvuku, dissidente da <span class="caps">UNITA</span> e líder da <span class="caps">CASA</span>-CE, acredita que os angolanos anseiam pela mudança. </p> <p>O político não descarta uma eventual coligação pós eleitoral com o partido de Samakuva.</p> <p>Esta é a primeira vez que os angolanos elegem o presidente sem José Eduardo dos Santos no boletim.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">In economic crisis, Angola votes for first new leader in 38 years <a href="https://t.co/2cd5S5VnZF">https://t.co/2cd5S5VnZF</a> <a href="https://t.co/lnnTs0z1i3">pic.twitter.com/lnnTs0z1i3</a></p>— Reuters Top News (@Reuters) <a href="https://twitter.com/Reuters/status/900289037730283523">August 23, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>O escrutínio de hoje marca o início de uma nova era em Angola.</p> <p>O novo chefe de Estado tem como principais desafios o relançamento da economia, ultrapassar a corrupção endémica e reduzir as assimetrias sociais.</p>